Revolução Musical

Gosto musical de Sassarolli decepciona o povo

 

Ah, já que falamos de revolucionários de araque, outro dia, num daqueles seus momentos de revolucionário de botequim, você ameaçou transformar minha discoteca num centro popular de música, assim que a revolução viesse. Não vai funcionar, meu velho, é perda de tempo. Em meu primeiro sequestro relâmpago, que de relâmpago não tem nada, depois de fechar um acordo com a dupla de meliantes, vi que um deles pegou minha caixa de CDs. Tudo menos isso! Imediatamente, lhe disse: meu amigo, fica com a caixa mas me deixa os CDs que só tem jazz e clássicos aí. Sério, disse ele, então tó! O rapaz me devolveu como se aquilo fosse um monte de merda.

 

So, my friend, o povo quer é axé music, Chitãozinho e Xororó e por aí vai, deste risco estou livre. Vão querer a cabeça de quem teve a infeliz idéia de fazer os coitados ouvirem meus discos.

 

A Classe operária vai ao Paraíso

Top of Mind in Miami

 

Perozzi, olha só que maravilha que é a internet. No link abaixo, que é um portal do PC do B, você encontra uma porrada de obras marxistas em arquivo pdf para baixar. É Bill Gates ajudando a espalhar o socialismo de Aldo Rebelo, o primeiro caixa automático eleito deputado de que se tem notícia.

 

http://www.vermelho.org.br/img/obras/bibliomarx.asp

 

Importante: todas as obras disponíveis no link  são o que há de melhor em literatura de banheiro, indispensáveis pois tem papel duplo (não confunda com o Neve), servem para ler e, terminada a empreitada fisiológica, são perfeitas para limpar a bunda.

 

Eva Cassidy

Eva Cassidy, crème de la crème!

 

 

Sei que vão me encher o saco para saber qual o motivo de eu ter criado a seção Sing the Song para dicas semanais de música se elas não são semanais. Fácil: são semanais, mas só nas semanas em que estou com saco.

 

Mas eis aí uma descoberta recente de minhas andanças internáuticas. Eva Cassidy. Belíssima voz em discos deliciosos. ‘Songbird’ reúne algumas músicas de outros trabalhos dela . 'Live at Blues Alley' também é muito bom. Uma cantora das grandes, muito eclética na escolha do repertório. No CD ‘The Other Side” ela não perde em nada para seu parceiro neste CD, Chuck Brown, cantando blues. Pena ter morrido tão cedo, em 1996, aos 33 anos, vítima de um melanoma.

 

Nosso amigo Pinto vai reclamar que eu não botei o link, mas eu já tenho dois CDs dela, que George Walker me mandou. Como fã incondicional do capitalismo, acho que vocês deveriam pedir na Amazon, não é tão caro assim e ainda ajudam a criar empregos.

 

Pesquisei em alguns sites brasileiros, me sugeriram CDs da Evinha. Tá certo. Ave, Amazon!!!

 

Cogito ergo Pum!

Quem me sucederá?

 

 

Perozzi, essa coisa de filosofia e sociologia no segundo grau também me parece medida de desesperado. Sabemos que as humanidades perdem importância a cada dia, as ciências hard dominaram, dão resultados concretos às pessoas. Taí a aspirina, o eparema, o óleo de fígado de bacalhau e, por deus!, o engov. Não em lembro de mais nada, mas só isso já vale mais para a vida concreta das pessoas que toda a filosofia ocidental, oriental, do caipira, de vida e a de botequim . Tá, admito que a filosofia já foi grande, mas vem minguando.

 

Nada irrita mais os humanistas do que o sucesso das outras ciências, o status que elas têm hoje. Cansei de ver humanistas desprezando engenheiros, físicos, químicos, médicos, etc. Vivi entre humanistas, sei como são, se acham, como se tivessem a chave do mundo. No desepero, foram buscar conceitos de física quântica e, posteriormente, da teoria do caos para tentar derrubar o conhecimento científico. Aí ficam nossos grandes humanistas citando a física quântica, como se entendessem alguma coisa, para defender um relativismo barato e tacanho.

 

Mas o que aconteceu com as humanidades? Acho que foram dominadas por discussões infindáveis geradas por taras ideológicas mal resolvidas. Estão aí há décadas andando de pedalinho. Viraram literarura, só que dominadas por uma linguagem hermética (de notória inspiração francesa) não fazem o sucesso de Paulo Coelho ou Sidney Sheldon. Bem feito.

 

 

Sassaroli, sou mais xucro que você. Sabe o que eu acho que está por trás dessa bobagem de filosofia para o segundo grau? Como diria o Sílvio, "meus colegas de trabalho". Corporativismo barato, com uma tinturazinha ideológica, pro superego não encher o saco. Só isso.

Quanto às cotas, você já sabe. Idealmente, sou favorável a cotas para os ricos. Desde que se institua um ensino básico soberbo para favelados,"populações ribeirinhas" (viu como sou fluente no petês?) e congêneres. Com educação à distância isto se tornou absolutamente possível e relativamente barato.

Enquanto houver essa merda de ensino público, e enquanto persistir a idéia de um mesmo tipo de ensino básico para todos, sou favorável a cotas para negros, índios, traficantes, trombadinhas e o escambau.

Hora de ir buscar a digníssima. Depois, volto à carga.

De Humanistas e Umbandistas

Meu velho amigo, o Brasil derrete e essa gente só bota lenha na fogueira. Qual você acha que é o objetivo de se incluir filosofia e sociologia no segundo grau? Criar militantes, meu caro. Só isso. Não há professores para isso e serão aquelas aulas de quinta categoria. Uma vantagem: a maior parte nunca mais vai se interessar por filosofia e sociologia na vida. Mas por que é vantagem? Serão muito mais felizes sem isso, como é a maioria da população. Feliz o ignorante, sempre me diz meu grande amigo André. Sábias palavras.

A esquerda, e aqui incluo PT, PSDB e todos os enganadores de plantão, sonha com este homem humanista. Um mito da Renascença. Eles acham mesmo que dar aulas de filosofias, sociologia, história da arte, psicologia e todas as humanidades faz de um homem um ser melhor e mais feliz. Poderíamos criar aqui uma sessão “Um Humanista é...”.

Essa gente de fato acredita que um peão do Pantanal que tivesse aulas de humanidades, digamos, se tornaria um ser mais completo, mais pleno, mais consciente de sua felicidade. Aí o cara está para laçar a vaca à sua frente e se pergunta: mas esta vaca existe mesmo ou é uma enganação criada por um ser superior ardiloso que quer me enganar sobre tudo que há e não há sobre a terra?

Distraído, nosso recém-forjado humanista bate a cabeça no galho de uma árvore, despensa no chão e pensa: tenho um galo na cabeça, logo a árvore existe.

Seu cavalo se aproxima, começa a lamber sua cabeça e nosso humanista, atento ao mundo que o cerca saca: hum, eis o ser superior ardiloso me fazendo um carinho para de novo me enganar.

Eis que chega seu companheiro, um homem típico das montanhas pantaneiras e diz: caralho, Joaquim, você enviadou de vez, hein!

Cotas, eu quero a minha!

Não vi o ministro. O Roda Viva já me cansou. Com raras exceções, é um mundinho politicamente correto. Um clubinho de jornalistas brasileiros, na média, só podia ser muito fraco mesmo.

Sobre as cotas, acho que temos que criar mecanismos (como a Unicamp fez) para dar um empurrãozinho a todas os jovens que vêm da escola pública. Só. Cota racial para negro é índio é fria. Estamos legalizando a raça como critério de classificação dos homens. É coisa deste tarados ativistas, importando conceitos americanos da década de 1960. Quem já esteve nos EUA, sabe que lá a separação entre as raças é clara. Concordo com você, estão focando toda a discussão no ensino universitário e o básico vai de mal a pior.

A escola de meu filho mandou um formulário em que tenho que responder qual cor ou a raça de meu filho, coloquei “não declarada”, e vão todos para a PQP. Isso é exigência da Secretaria Estadual de Educação. Pedagogos, quem criou isso?

Um raciocínio possível: meus avós italianos e meus bisavós alemães (oh, sou um eurodescendente!) chegaram ao Brasil na virada do século XIX para o século XX. Então, eu lhe pergunto, qual foi a vantagem que minha família tirou da escravidão negra ou indígena? Nenhuma. Então, é justo que meu filho seja discriminado no vestibular? Já que vamos falar em justiça histórica, então quero a minha também. Ou essa questão não é justa? Ou vamos criar os com história e os sem história?

Para encerrar, acho que os negros vão se dar muito mal com este legalização da divisão entre as pessoas por raças, deveríamos ser todos brasileiros, e criar cotas para pobres, ponto final.

Se dirigir, não beba.

 

Perozzi, é verdade que nós enchemos a cara com maior freqüência do que mandam nossos médicos, e você é fraco pra cacete com álcool, com meia cerveja sem álcool você já fala besteira para cacete, sem esta meia cerveja fala mais ainda, já que não ocupa a boca bebendo. Feito este elogioso intróito ao amigo, peço sua atenção para o link abaixo com o Fernando Vanucci na Rede TV, depois da Itália Maledetta ter ganhado o scudetto mondiale. O coitado está totalmente grogue. O pessoal da Rede TV disse que ela havia tomado calmantes antes do programa e deu branco!

 

http://www.youtube.com/watch?v=TfTvOGmu__4&mode=related&search=

 

Eu conto umas piadinhas boas, mas este vídeo é hilariante. Eis algumas passagens:

 

 

 

- Se é fácil perder... perder do que jeito que nós perdermos, hein! Ainda é muito mais difícil, mas muito mais difícil mesmo.

 

- É difícil perder sabendo que a gente não pode esquecer, é difícil esquecer isso. Tempo nós vamos ter para esquecer, sem dúvida, esta copa do mundo de 2006. Mas por quatro anos no mínimo ela vai ficar aqui com a gente e talvez para sempre.

 

- O resultado poderia ser o que aconteceu exatamente.

 

- É hora da gente mudar ou mudar de vez.

 

- África de Sul também não é tão longe . . . é logo ali, caso contrário nós seremos comida de leões.

 

Fique tranqüilo, nem você nos piores pileques chega a tanto.

 

Fui.

 

Pena de morte, jamais. Já o pelourinho...

 

 

Viu o Ministro da Educação ontem lá no Roda Viva, Sassa? Meu coleguinha. Engraçado. O cara com quem você tomava cafezinho agora é ministro. A cara familiar fica plastificada, um pouco irreal.

Não consigo ser completamente contra essa história de cotas para negros e pobres na universidade. Sou contra a ênfase que se dá a isso. Põe o foco onde ele não deveria estar. A universidade brasileira pode ser uma bosta, mas comparada a nosso ensino básico é perfume francês.

Agora, enfiaram filosofia na grade curricular. Quer dizer, não conseguem ensinar regra de três, e querem que a molecada leia a Crítica da Razão Pura. É do peru. Na república dos meus sonhos, essa discurseira gosmenta da "formação humanista" renderia uma noite de insônia no pelourinho. E eu chegaria bem cedinho, para garantir uma boa posição na fila do tomate.

Ensino técnico sem frescuras para a esmagadora maioria, ensino básico de primeira qualidade para quem nasceu com mais tutano. Enquanto não se fizer essa divisão, nada anda. Mas vá falar isso prá um "humanista"...

Não é difícil fazer com que a molecada seja capaz de escrever direitinho e de entender o que lê nos jornais. Desde que haja foco.

Meu coleguinha quer que todos os professores do ensino básico tenham mestrado. Leia-se: mais verbas prá pós-graduação. Tem nada, não... Um dia, ele vai ter que voltar. Darei um jeito de jogar purgante no cafezinho dele. Enquanto o pelourinho não vem, serve uma noite de insônia na privada.

Fotos do Dia

 

É nóis mano!!!

 

Perozzi, viu essa? O presidente da Polônia indicou seu irmão gêmeo para o cargo de primeiro ministro. PQP, deve ser o maior caso de nepotismo da história. Aí o sujeito numa reunião com a dupla fala meia hora para um pensando que é o presidente e no final descobre que era o primeiro ministro. Mas tem suas vantagens: se os dois beberem muito, como Ieltsin fazia, dá para combinar de alternar a aparição: segunda-feira o porre é meu, você me substitui na presidência. Tá, mas na sexta quero comer muita batata com vodca (hábito loca) e você vai ao parlamento. Isso que é formar maioria.

Dá para tomar um Dreher antes?

 

E essa foto do chifre chegando? Qual seria uma boa legenda para ela? Considerando que o maluco é espanhol, poderíamos dizer: e Ricardon acaba de entrar no motel com Isabela Gonzalez. Em resumo, o Gonzalez (o maluco da foto) está prestes a ser chifrado. É ou não é?

Atentado luso em Nova Iorque

 

Explosão em NY. A primeira hipótese é de que foi gás. Errado fiquei sabendo que são terroristas portugueses, só explodem prédio baixo e vazio. Só tinha um coitado lá dentro.

 

 

 

Home, go home, go home!

 

Já essa dos bombeiros salvando o Coitado do prédio explodido pelo comando terrorista português dá que impressão? Não parece que salvaram um ET? É tanta gente olhando espantada para o coitado que devem pensar que é um marciano. Ou vai ver que estão perguntando para ele: mas o senhor não viu um bilhete escrito pedindo para que ninguém entrasse no prédio que eles iam praticar um ato sangrento? Vi, disse ele, mas eu lá sei português, caralho (esse diálogo foi em inglês com tradução livre de minha pessoa). Uma coisa parece clara: o cara resistiu à explosão, ligou do celular para a polícia para dizer onte estava sendo amassado pelos escombros (isso aconteceu mesmo) e morreu asfixiado com tanto bombeiro em cima dele.

 

 

Senta e pedala, mano!

 

Perozzi, já que você quis virar boiola outro dia por solidariedade ao tratamento que o Pentagono dispensa aos gays, me explique essa: por que se vai protestar pelado contra o Papa Bento (de quem sou fã) por ser ele contra o casamento gay? Se protestos iguais se espalharem pelo mundo, vou começar a apoiar esta posição da igreja. Quanto braquelo! Que nem eu.

Estas duas dá frente, digo duas no sentido biológico, dão um caldão, hein? E essa menina à frente com o cartaz? Sorte nossa que o cara tem ascendentes japoneses e o guidão deu conta do recado. Enfim, é um protesto homo-escatológico. Será que o Papa  Bento vem logo ao Brasil?

 

Me vou, ciao.

 

 

Feira Hippie

Neste sábado, estive na feira hippie, olha só quem encontrei por lá. Não formam um parzinho ajeitado?

Eita saudade da Joan Baez!

Glub-Glub, cheguei!

Prof. Sassarolli, primeiro blogueiro submarínico da web.

 

Dear Perozzi, sou um blogueiro submarínico (como diria o Seo Creysson), quando menos esperam, apareço torpedeando a tudo e a todos. Pareço revólver na mão de macaco, é tiro para todo lado.

 

Sarney é uma das grandes obras de Lula. A dinastia da miséria maranhense estava semi-sepulta depois do caso Lunus. O bigodudo renasceu no atual governo . Acho que nine fingers tem culpa, mas, e hoje estou bonzinho, com este sistema partidário de araque, é difícil formar maiorias se não for com certo 'esforço'. Acho que isso é um mal menor do governo. O Estatuto da Igualdade Racial, obra da piada-mor Paulo Paim, é bem pior. Quer mais? A tolerância com as ilegalidades do MST, a tomada e asfixia das agências reguladoras e por aí vamos.

 

Chalita no Min. da Educação será demais. Um bom nome para ele seria Rogéria Coelho. Tem a auto! ajuda-me a ficar rico vendendo uns livrinhos do Paulo Coelho e a vaidade tresloucada da Rogéria. Bem, como você sabe, meu candidato a candidato era o Serra. Embora ele seja esquerda demais para o meu gosto, com aquelas pragas do politicamente correto, como o PSDB têm, aliás.Quando teremos um bom partido conservador?

 

Sobre a distribuição de renda, você como sempre colhe mentiras petistas plantadas por aí. A distribuição de renda melhora desde o  Plano Real. Sabe como começou? Com o fim da inflação. Pobre já recebe pouco e não tem como proteger seu dinheiro. Isso não sou eu quem falo, é estudo do Banco Mundial, acho, citado pelo seu querido Elio Gaspari.

 

Cuidado com Alckmin, acho que ele tem um carta na manga do colete.

 

Você é um populista do caralho. Vai andar de trem só para dizer que está do lado do povo. Gostou, então toma todo dia. Perozzi, à procura do Brasil profundo. Por enquanto, só concluiu que é Brasil pro fundo do poço. E que merda, um trem lotado destes e você não encoxou ninguém? Para que serviu a viagem então?

 

Sem essa de virar tucano, conheço sua vida, é pecado do começo ao fim, com tanta culpa seu castigo é ser petista até o fim da vida. Como já lhe disse, há algumas coisas rídiculas demais no mundo, além da estátua do Borba Gato na Santo Amaro: a primeira é bicha velha, é de dar dó, muito triste;a segunda é comunista velho, tipo Niemeyer, Hobsbawn, João Amazonas;por último, é petista velho, tipo você daqui a 2 anos. E tem mais, se você vira tucano, com quem vou brigar?

 

Perozzi descendo tranquilamente na sua estação.

[ ver mensagens anteriores ]